Artigos

22 de junho de 2016 | 0 Comentários

Três tipos de pessoas

A vida é feita de desafios diários, e  cada pessoa encara estes desafios de uma forma. A Administração têm uma linha de estudo que define TRÊS perfis de pessoas, baseando-se em estudos de comportamento.

1 – As que FAZEM as coisas acontecerem.

Concentram sua mente em NOVAS ideias, NOVAS alternativas para fazer a mesma atividade e ainda NOVAS POSSIBILIDADES para diversas áreas.

Pessoas com este perfil, olham algo que é feito do  mesmo jeito a muito tempo, avaliam, pesquisam, buscam, reinventam o processo, estudam possibilidades  de melhoria, enfim, FAZEM as coisas acontecerem.

Empreendedores, Executivos e ainda Milionários, são exemplos de pessoas que agem desta forma.

Não são o que são pelo que possuem, mas porque PENSAM de forma PROATIVA e INOVADORA.

Eles sabem quem são, tem objetivos claros, tem relacionamentos fortes e estruturados. Respeitam as pessoas, elogiam com facilidade e sabem que são mais poderosos do que o dinheiro que possuem.

  ESTAS SÃO AS QUE FAZEM.

 2 – As que OBSERVAM as coisas acontecer.

São pessoas que estão “por dentro” de tudo o que acontece. Possuem informações, mas não sabem utilizá-las para seus projetos.

Este grupo comporta-se como ESPECTADORES, têm um pensamento MEDIADO frente a vida, não buscam mudanças ou inovações, ou seja, são CONFORMADOS. Gastam muito tempo falando sobre coisas, e as observa enquanto elas acontecem.

É raro, este perfil de pessoa, falar sobre IDEIAS, INOVAÇÃO, PROCESSOS, EXPANSÃO DE NEGÓCIOS. Preferem falar sobre coisas e sobre outras pessoas.

Deixam assuntos sem valor, tomar conta de sua mente.

Mudam muito os relacionamentos, não tem amizades duradouras, raramente elogiam, mudam muito de projetos e não trabalham com prazos.

  ESTAS SÃO AS QUE OBSERVAM.

 3 – As que DIZEM o que aconteceu.

Ainda temos as pessoas que não se envolvem nem no ato de observação, buscam em outros a avaliação pronta, perguntam: O que aconteceu?

Este grupo têm uma mente “pobre”, é totalmente o oposto do primeiro perfil das pessoas que FAZEM.

Podemos afirmar que a pobreza econômica está ligada com a pobreza emocional e intelectual.

Por exemplo, falar mal das pessoas pelas costas, é sinal de imaturidade e ignorância.

A pessoa que têm uma mente “pobre” nunca elogia, gosta de fofoca, assiste muito televisão, sempre diz que está cansado e sempre quer trabalhar menos.

Esse grupo de pessoas foca as tarefas e não os resultados. (Ex. Fiz o que você mandou).

Pensam que o dinheiro é a solução para tudo. (Ex. ganhadores de loterias.)

  ESTAS SÃO AS QUE DIZEM.

 COMO DEVEMOS AGIR, AVALIANDO ESTES PERFIS?

 A. Reserve um tempo para SONHAR. Comece a perguntar a si mesmo, como isso pode ser feito. Encontre a melhor forma para alcançar grandes resultados.

 B. Mude seu LINGUAJAR. A palavra IMPOSSÍVEL, troque por, POSSÍVEL. NÃO POSSO, troque por, EU POSSO. ESTOU CANSADO, troque por, ESTOU DISPOSTO. NÃO CONFIO, troque por, EU CONFIO. É DIFÍCIL, troque por, É FÁCIL.

 C. Pare de RECLAMAR. As reclamações sempre estão ligadas a pessoas, isso mostra que você não está pensando em IDEIAS E EM SOLUÇÕES. O que nós falamos constantemente, desenha o nosso futuro. A boca fala daquilo que o coração está cheio, disse Jesus.

 D. Veja os problemas como oportunidades, e não como bloqueios para sua caminhada. ISSO GERA NOVAS IDEIAS.

 

 

0 COMENTÁRIOS

Acompanhe a Comunhão Cristã ABBA

Newsletter

Assine para receber todas as novidades no seu e-mail